Intermediação de crédito
Concretize o sonho da casa própria

Descubra as Melhores Soluções de Crédito Habitação

 Adaptado às necessidades de cada consumidor.

Prazos até 480 meses.

Taxa de juro variável, mista ou fixa.

Acompanhamento profissional.

Totalmente gratuito.

Pedido de proposta 100% online

QUEM SOMOS

A iCapital surgiu da necessidade de profissionalizar e simplificar o processo de intermediação de crédito. Foi fundada por profissionais com conhecimento e experiência em áreas cruciais para o desenvolvimento deste negócio, como gestão, consultoria e comercialização de produtos financeiros em instituições bancárias.

A sua equipa é especializada em crédito à habitação e procura acrescentar valor aos consumidores, obtendo as melhores condições de mercado sem custos adicionais.

casal verifica contrato

OS NOSSOS VALORES

Resiliência

Não desistimos de um processo facilmente. Procuramos soluções nas instituições bancárias protocoladas connosco para viabilização dos seus projetos.

Profissionalismo e rigor

Trabalhamos com padrões de profissionalismo e rigor adequados ao atendimento, tratamento processual e respostas a cada um dos nossos clientes.

Qualidade do serviço

Valorizamos a qualidade do serviço, simplificando o processo de crédito com total confidencialidade para atender às necessidades dos nossos clientes.

AS NOSSAS CONDIÇÕES

Totalmente Gratuito
O nosso serviço e acompanhamento personalizados são totalmente gratuitos para si.
Poupança de Tempo

Consultamos as instituições bancárias por si para não ter necessidade de se deslocar e perder tempo.

A Melhor Taxa

Procuramos os parceiros bancários com as melhores condições de financiamento para o seu crédito habitação.

Acompanhamento Especializado
Iremos acompanhá-lo a cada passo do seu processo, desde o primeiro contacto até à escritura do seu imóvel.

COMO TRABALHAMOS?

01

Faça o seu pedido online ou entre em contacto com um dos nossos especialistas.

02

Um intermediário de crédito, especialista em crédito de habitação, irá tratar do seu processo e personalizá-lo.

03

Consultamos várias instituições bancárias para obter propostas com as melhores condições possíveis.

04

Apresentação e análise das opções mais indicadas para si.

05

Contratamos junto do banco o financiamento com as melhores condições, com acompanhamento dedicado.

PROCESSO DO CRÉDITO HABITAÇÃO

Pedido de simulação

Análise das melhores condições

Pré-Aprovação

Avaliação do Imóvel

Aprovação final

Financiamento

Recorrendo a um intermediário de crédito, beneficia da gestão de um processo “chave na mão”, simples e claro.

PERGUNTAS FREQUENTES

A documentação exigida varia de banco para banco, mas os documentos imprescindíveis para uma situação regular de solicitação deste tipo de empréstimo são:
  • Cartão de cidadão ou Bilhete de Identidade e Cartão de Contribuinte;
  • Última declaração de IRS e nota de liquidação;
  • Fotocópia dos últimos 3 recibos de vencimento;
  • Declaração da entidade patronal;
  • Planta de localização do imóvel;
  • Planta do prédio ou fração;
  • Comprovativo de outros rendimentos.

A estes documentos podem acrescer outros, dependendo da instituição bancária e da situação específica do cliente (se é pensionista, se trabalha por conta de outrem, se é não-residente, entre outros).
Ter conta na instituição em que pretende contrair o crédito não é obrigatório. No entanto, a maioria dos bancos assim o exige.
O spread é uma percentagem da taxa de juro cobrada pelo banco que consiste, no fundo, na sua “margem de lucro”.
A EURIBOR (Euro Interbank Offered Rate) é uma taxa que resulta da média das taxas de juro dos empréstimos feitos entre bancos. A EURIBOR é uma taxa variável cuja renovação nos contratos de crédito varia a cada três, seis ou doze meses. Normalmente, os contratos de crédito à habitação em Portugal são indexados à EURIBOR.
Taxa Anual Nominal (TAN) é a taxa que é comunicada pelas instituições bancárias, e que é aplicada a todo o tipo de operações, sejam aplicações financeiras ou empréstimo que impliquem o pagamento de juros. No caso do crédito habitação com taxa de juro variável, esta resulta simplesmente da soma do spread com a da EURIBOR.
A TAEG pode ser usada para comparar propostas de crédito. Para propostas de crédito com o mesmo montante, prazo e modalidade de reembolso, a proposta com TAEG mais baixa é a mais barata para o cliente.
O cálculo da TAEG inclui:
  • os juros;
  • as comissões;
  • as despesas, nomeadamente com impostos e com os emolumentos relativos ao registo da hipoteca, no caso de se tratar de um crédito com garantia hipotecária; 
  • os seguros exigidos para obtenção do crédito;
  • a comissão de manutenção de conta à ordem, cuja abertura seja obrigatória para a gestão do empréstimo;
  • a remuneração do intermediário de crédito, caso essa remuneração seja paga pelo consumidor, o que sucede quando recorre a um intermediário de crédito não vinculado;
  • outros encargos associados ao contrato de crédito.

  • Não inclui:
  • os valores a pagar caso o cliente não cumpra obrigações previstas no contrato;
  • as comissões de reembolso antecipado do empréstimo;
  • os custos notariais.
    O montante total imputado ao consumidor (MTIC) é especialmente relevante no momento que contrata o crédito. Ao longo da vigência do empréstimo a taxa de juro ou outros encargos podem ser alterados. 

    Por exemplo, nos empréstimos contratados a taxa de juro variável ou mista, o MTIC é apenas indicativo. Como, nestes empréstimos, a taxa de juro pode variar ao longo do tempo, o MTIC pode não corresponder ao montante total que o cliente irá pagar durante a vigência do empréstimo.

    Se as demais caraterísticas do crédito forem semelhantes:
  • Um crédito com a taxa de juro mais elevada terá um MTIC mais elevado, uma vez que os juros pagos serão superiores; 
  • Um crédito a prazo mais longo terá um MTIC mais elevado, porque terá pago mais juros por esse crédito do que num crédito semelhante com prazo mais curto.

  • Pode utilizar o MTIC para comparar propostas. Para o mesmo montante e prazo, o MTIC permite comparar o valor dos juros e outros encargos que irá ter de pagar quando reembolsa o seu crédito.
    Funcionando como uma garantia do risco associado ao financiamento, existem dois seguros que os bancos exigem sempre quando se pede crédito para comprar casa: o seguro de vida e o seguro multirriscos-habitação.

    Seguro de Vida
    Apesar de não ser obrigatório por lei, na verdade o seguro de vida é sempre exigido pelos bancos para a concessão de um empréstimo à habitação.
    De forma simplificada, este seguro cobre o valor em dívida do crédito em caso de morte ou invalidez de um dos titulares, o que permite proteger quer os clientes quer a entidade bancária.

    Seguro Multirriscos
    Indo além da legislação portuguesa, que obriga a que os imóveis em propriedade horizontal disponham de um seguro de incêndio, para a concessão de financiamento imobiliário os bancos exigem a contratação de um seguro multirrisco, um seguro com coberturas mais amplas que, adicionalmente à proteção face a incêndios, deverá incluir, entre outras, também coberturas como fenómenos naturais, responsabilidade civil, inundações, riscos elétricos ou fenómenos sísmicos.

    COM QUEM TRABALHAMOS

    contactos

    (Chamada para a rede móvel nacional)

    Horário

    Pedido de proposta 100% online